Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Delegado Fábio Motta Lopes é o novo chefe da Polícia Civil
Lopes assume a chefia da instituição, posto do qual a delegada Nadine Anflor se desligou na última sexta-feira.
Ascom SSP
por  Ascom SSP
05/04/2022 21:44 – atualizado há 57 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Nomear o novo chefe da Polícia Civil do Estado foi uma das primeiras ações do secretário da Segurança Pública, coronel Vanius Cesar Santarosa. Na tarde desta terça-feira (5/4), no gabinete da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o oficial anunciou que o até então subchefe, delegado Fábio Motta Lopes, assume a chefia da instituição, posto do qual a delegada Nadine Anflor se desligou na última sexta-feira (1º/4). Para a subchefia, foi nomeado o até então diretor do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), delegado Vladimir Peukert Urach.

Foto: Grégori Bertó / Ascom SSP

Na apresentação oficial da nova chefia, o secretário destacou a atuação do delegado Fábio no primeiro escalão da Polícia Civil. “O delegado já está familiarizado com a forma de trabalho que vinha sendo desenvolvido na Secretaria da Segurança Pública com o agora governador Ranolfo Vieira Júnior e na Polícia Civil com a delegada Nadine. O novo chefe de Polícia tem todas as ferramentas e qualidades necessárias para a continuidade dos excelentes resultados que a Polícia Civil vem entregando para a sociedade gaúcha”, exaltou Santarosa.

O novo chefe da Polícia Civil diz que seguirá o legado deixado pela primeira mulher a ocupar o posto de chefe da Polícia Civil, com foco na repressão qualificada à criminalidade. “É uma honra e um desafio ocupar o posto deixado pela delegada Nadine. Já conhecemos bem as diretrizes do programa RS Seguro, que tem trazido bons resultados para o Estado. Nossa atuação irá focar na repressão às estruturas do crime, principalmente no combate à lavagem de dinheiro, para descapitalizar as organizações criminosas. Na mesma medida, vamos trabalhar para melhorar cada vez mais o atendimento ao cidadão, que é essencial para mantermos a relação de confiança com a sociedade”, disse o delegado Fábio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE